(11) 9.7465-0738  –  (11) 4056-5999

As altas temperaturas impactam a sua pele; saiba como se proteger

Com a iminente onda de calor prestes a marcar o final do ano em várias regiões do Brasil, é crucial que a população esteja alerta para os efeitos diretos do aumento das temperaturas no organismo humano, especialmente na pele. Este órgão, o maior do corpo humano, torna-se suscetível aos rigores das altas temperaturas, demandando cuidados específicos para manter sua saúde e vitalidade.

O Dr. Evandro Prado, coordenador do departamento científico de dermatite atópica da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), destaca que o aumento da atividade das glândulas sudoríparas, responsáveis pela produção do suor que auxilia na regulação da temperatura corporal, pode agravar problemas dermatológicos já existentes ou desencadear novos.

Doenças como a dermatite atópica, uma inflamação crônica que afeta até 20% das crianças e cerca de 3% dos adultos no Brasil, são sensíveis ao aumento da temperatura e à sudorese excessiva. O suor, muitas vezes subestimado, pode intensificar a coceira e agravar condições dermatológicas. Outras afecções, como as brotoejas, também são resultado direto do aumento da função das glândulas sudoríparas.

Além dos impactos diretos na pele, ondas de calor podem aumentar os riscos de problemas como acidentes cerebrovasculares e tromboses, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Problemas mais ligados ao aumento da temperatura, como insolação, hipertermia e exaustão pelo calor, também são preocupações durante esses períodos.

O especialista enfatiza que é difícil precisar uma temperatura específica para cautela redobrada, pois a sensação térmica varia de pessoa para pessoa. Indivíduos de pele branca, por exemplo, tendem a sentir mais as temperaturas elevadas que os de pele escura.

Protegendo sua Pele durante Ondas de Calor

Roupas leves: Opte por roupas leves e claras para minimizar o impacto do calor na pele.

Banho frio: Banhos frios ajudam a resfriar a pele e aliviar a sensação de calor.

Protetor solar: O uso constante de protetor solar não apenas protege contra danos estéticos, mas também reduz o risco de câncer de pele. Um FPS mínimo de 30 é recomendado para adultos, enquanto crianças e pessoas com pele clara podem beneficiar-se de um FPS mais elevado (50+).

Hidratação: Além da água, frutas com alto teor de água, como melão, laranja, melancia e mamão papaia, são aliadas importantes para manter o corpo hidratado.

Em conclusão, a conscientização sobre os cuidados com a pele durante ondas de calor é fundamental. Com práticas simples e uma rotina de cuidados, é possível enfrentar as altas temperaturas protegendo não apenas a pele, mas também a saúde em geral. Lembre-se, sua pele é um reflexo de sua saúde, e cada cuidado conta para um bem-estar duradouro.

Com informações Um Só Planeta.

Categorias