(11) 9.7465-0738  –  (11) 4056-5999

Argilas naturais e as vantagens no cuidado da pele

O uso de argilas naturais em rotinas de skincare têm ganhado cada vez adeptos no Brasil. Além de purificar e equilibrar a pele, elas chamam atenção por serem uma opção de cosmético que não agride o meio ambiente, atendendo à demanda de consumidores que estão em busca de produtos sustentáveis.

O que muitos não imaginam, é que a aplicação de argilas como dermocosméticos é muito antiga, datando do período pré-histórico, quando eram usadas para a cicatrização de feridas, proteção solar, limpeza da pele, entre outros objetivos.

Nesse sentido, é importante destacar que as propriedades das argilas podem variar dependendo da sua composição mineralógica.

Composição da argila

A argila é abundante no solo, constituída essencialmente de silicatos de alumínio hidratados, podendo conter diversos outros elementos como o ferro, zinco, magnésio, cálcio, potássio, níquel, sódio, cobre, entre outros.

Sendo assim, cada um desses elementos age sobre a pele de acordo com suas características. Por exemplo: o ferro é conhecido por suas propriedades antissépticas, além de ser um catalisador de renovação celular; já o zinco e magnésio, atuam como revigorantes; cálcio e potássio, por sua vez, agem na circulação e fortalecem os tecidos.

Graças a essa composição diversa, a argila é um cosmético muito versátil, sendo utilizado para diferentes objetivos como limpar a pele, cicatrizar machucados, firmar a pele flácida, absorver toxinas e impurezas, eliminar a oleosidade da pele e do cabelo, entre outras.

Cores e benefícios da argila natural

Para se tirar melhor proveito das propriedades benéficas da argila, é necessário saber distinguir suas cores e as aplicações de cada uma delas. Confira a seguir.

Argila Verde: conhecida por suas propriedades adstringente, purificadora, antisséptica, bactericida, analgésica e cicatrizante. É indicada especialmente para peles oleosas e com acne. Outro benefício está relacionado ao alívio de dores abdominais, articulares e musculares.

Argila Vermelha: estimula a circulação, além de ter propriedade absorvente e antisséptica. É muito utilizada para tratar peles sensíveis, pois renova a estrutura das células, deixando os tecidos mais saudáveis e viçosos. Auxilia também na drenagem de gordura localizada, na redução de celulite, flacidez e linhas de expressão.

Argila Branca: apresenta propriedade cicatrizante, antisséptica, absorvente, descongestionante e regeneradora. Por ter um pH muito próximo ao da pele, é muito indicada para tratar peles sensíveis e desidratadas. Ela é capaz de clarear a pele, além de absorver a oleosidade sem desidratar. Além disso, também é utilizada como máscara capilar no tratamento de cabelos fragilizados.

Argila Amarela: reduz inflamações, aumenta a elasticidade da pele, estimula a circulação, combate o envelhecimento cutâneo e auxilia na formação de colágeno por ser rica em dióxido de silício. Indicada em tratamentos de rejuvenescimento e combate à flacidez.

Argila Preta: considerada a mais nobre e rara de todas, também é chamada de “lama negra”ou “lama vulcânica”. Contém alta concentração de enxofre e é utilizada em peles e cabelos oleosos, auxiliando na sua limpeza. Tem ação desintoxicante, clareadora, renovadora, rejuvenescedora e pode ser utilizada também no tratamento de doenças como reumatismo e sinusite.

Orientações para aplicação

A argila costuma ser vendida em pó para ser diluída em água. Geralmente, é recomendado que seja misturada uma colher de sopa de água para cada colher do produto.

Vale destacar que não se deve utilizar água da torneira. Sempre opte por água mineral ou água termal para fazer a mistura. Quanto mais pura a água, melhor o efeito terapêutico da argila.

A escolha do recipiente também é muito importante, de forma que não se deve utilizar colheres ou tigelas de metal, pois elas podem contaminar o produto. No lugar, opte por materiais como vidro, madeira ou cerâmica.

Importante também dar atenção especial à consistência da argila dependendo da área em que ela será aplicada: nos cabelos, deve-se deixar a argila mais diluída; na face e no corpo, a densidade deve ser mediana e pastosa; nas pernas e pés, recomenda-se uma densidade mais consistente para que seja realizada a esfoliação da pele.

Por fim, após a aplicação, é recomendado deixar a argila agir por 10 minutos na pele, sem deixar o produto secar. Para retirá-lo, basta lavar com água gelada, retirando-o da pele.

Fontes: Brazil Beauty News | Beleza e Saúde | Glamour | Boa Forma | Dermus

Categorias